Fala aí, comunidade!

Atualizado: Out 19

Por Melissa M. Brandão, Veruska A. Nogueira, Suelem M. Assmann, Beatriz E. Ferreira e Felipe A. N. de Barros.


Veja o vídeo e vote clicando no coração ao final do post!





Faça um breve resumo da sua ideia


A proposta inicial do grupo é desenvolver um projeto que fortaleça os laços entre a comunidade e a escola, por meio de iniciativas que vão além do espaço físico escolar. Tendo como foco o uso de mídias sociais para promover ações da escola, o projeto mobiliza recursos e metodologias da "educomunicação". Tal conceito envolve a comunicação em massa como ferramenta para facilitar processos educativos e aproximar as famílias do cotidiano escolar. Além disso, o projeto visa colocar em prática metodologias ativas, uma vez que os próprios alunos são responsáveis pela identificação, elaboração e divulgação de conteúdos voltados para toda a comunidade escolar.


Quais recursos seriam necessários para implementar a sua ideia? Descreva de forma geral os recursos financeiros, humanos e tecnológicos.


Os principais recursos utilizados para este projeto seriam humanos, através de um Grupo de Trabalho composto principalmente por estudantes, mas também de professores, coordenação/direção, técnico de informática e outros colaboradores, dispostos a orientar e dar fomento ao projeto. Além de recursos tecnológicos, tais como celulares e câmeras para que, assim, os conteúdos sejam desenvolvidos e divulgados nas diferentes mídias sociais. Vale destacar que os estudantes serão os principais atores deste projeto, já que serão protagonistas na produção de conteúdo.


Como surgiu a sua ideia? Ela é inspirada em alguma vivência sua ou em outras iniciativas existentes?


Esse projeto nasceu de conversas entre professores que atuaram nas escolas públicas de Campo Grande/MS, entre os anos de 2018 e 2019, sobre a visão que a comunidade escolar tem sobre sua escola, especialmente em áreas vulneráveis. Dessa forma, observou-se a necessidade de se conhecer, valorizar e identificar o próprio cenário da escola pública como palco de muitas produções significativas. E a partir disso criar o sentimento de pertencimento por parte tanto dos professores e funcionários da escola, como dos estudantes e famílias, por meio de uma comunicação mais significativa.


Como a sua ideia ajuda famílias vulneráveis a acompanhar melhor a vida escolar de seus filhos? Como ela impacta o acompanhamento da vida escolar de alunos mais velhos?


Este projeto permite que os estudantes identifiquem as diversas demandas presentes na escola e, a partir delas, proponham conteúdos que dialogam com a realidade da comunidade. Podem ser criadas, por exemplo, algumas séries de vídeos, como "Apresentando espaços da escola" e campanhas relacionadas a saúde mental, além de entrevistas com profissionais e alunos, cobertura de eventos e divulgação de informes escolares.


Tais conteúdos permitem que os estudantes e a comunidade a seu redor tenham acesso a uma nova visão da instituição, transformando a escola em um espaço de trocas e multiplicação de ideias. Esse processo gera um maior engajamento com as famílias, podendo até mesmo trazer benefícios para indicadores como evasão escolar. Desta forma, as famílias podem acompanhar o desenvolvimento dos seus filhos com frequência, de maneira significativa e dinâmica.


Como seria a relação entre a escola e a família se a sua ideia fosse implementada com sucesso?


A relação seria de parceria, cooperação e corresponsabilidade pela construção de um relacionamento mais próximo, já que a união destes é estabelecida por meios de comunicação que amplifiquem a voz das famílias e, consequentemente da comunidade. Em última instância, acredita-se que os efeitos acabarão impactando a motivação e o engajamento dos estudantes e famílias nas tomadas de decisão da escola, possibilitando assim a melhoria de rendimento acadêmico.


Envie um link de imagem que represente a sua solução.



409 visualizações1 comentário
  • linkedin
  • instagram
  • e-mail
catalise__marca--horizontal_04_edited.pn