Design sem nome (5).png
CoI%CC%80_pia_de_CoI%CC%80_pia_de_EB_log

DESAFIO IDEALISTA PRAGMÁTICO

Como podemos incentivar a colaboração entre famílias e escolas? 

28/09

Anúncio de Finalistas

Veja as ideias enviadas e os finalistas do desafio!
 

o que procuramos

Soluções, existentes ou não, que ajudem a melhorar o relacionamento entre escolas e famílias vulneráveis.

reconhecimento

A equipe que propuser a melhor ideia receberá o reconhecimento como vencedora do Desafio Idealista Pragmático.

como participar

Esse desafio é exclusivo para a Rede da Ensina Brasil. Somente membros da rede terão as ideias analisadas. Acesse nossa plataforma para participar.

baixe os materiais

o desafio

No Brasil, a relação entre responsáveis e escola é complicada - uma pesquisa feita pelo Todos pela Educação mostrou que somente 12% dos responsáveis se comprometem com a educação dos filhos. Isso se dá por diferentes motivos, entre eles o fato de que a escola não costuma se aproximar de suas comunidades, esperando que esse esforço seja feito pelas famílias.

“Recebi muita crítica. Diziam que os pais não entendem nada, e eu dizia que é por isso que eles precisam ser ouvidos. Eles não entendem porque não existe diálogo. A escola não faz o diálogo com a família". 

Gestora da rede de Juazeiro do Norte, CE
 

contexto

A relação família-escola é complexa e cheia de nuances, abaixo estão algumas delas que podem ajudar a desenhar soluções mais realistas.

As escolas brasileiras não costumam estar equipadas para atender famílias, especialmente as vulneráveis:

 

Uma das maiores dificuldades de acolher as dificuldades das famílias vulneráveis vem dos professores, que não estão acostumados a lidar esse público e enfrentam dificuldades em mudar suas práticas. Em alguns casos, professores e gestores "rotulam" estudantes e famílias como problemáticos ao invés de endereçar suas dificuldades. Fazer diferente não é fácil: equipes escolares sobrecarregadas não costumam ter tempo para atender as famílias de cada estudante e acabam priorizando as que dão "menos trabalho".

 

“Às vezes, nossa função como gestor acaba ficando um pouco de lado porque você acaba sendo psicóloga, psiquiatra. A gente acaba não fazendo tanto nosso papel de gestor, a gente acaba atendendo e conversando".

Gestora Escolar, São Bento do Sul.
 

Responsáveis de famílias vulneráveis não conseguem acompanhar a vida escolar de seus filhos

 

Escola espera que estudantes tenham alguns valores de educação que nem sempre se tem em casa. Responsáveis mais vulneráveis não conseguem acompanhar o conteúdo.

 

“Muitas famílias não têm regras. Acho que 90% dos responsáveis dos alunos estão presos. Quem segura é a mãe, mas tem caso que a mãe também está presa. Daí sobra para a avó".

Professora, Goiás.

 

“Se eu tenho dúvida olho no Google, no Youtube, minha mãe não sabe”.

Aluna, Americana.

 condições do desafio

A solução proposta deve focar em melhorar a relação família-escola de famílias vulneráveis. Ela não pode demandar grande investimento de tempo por parte dos responsáveis e professores nem deve propor a criação de novos cargos ou funções na escola.

As citações deste texto foram retiradas da Pesquisa Relação Família-Escola do Itaú Social.

Somos uma organização sem fins lucrativos que visa mobilizar mais talentos e desenvolver lideranças para transformar a educação, começando pela sala de aula. 

A Catálise ajuda boas ideias a encontrarem problemas que importam, conectando inovadores de impacto social de todo o país a organizações que acreditam em um mundo melhor.

  • linkedin
  • instagram
  • e-mail
catalise__marca--horizontal_04_edited.pn